A história do brinquedo proibido que divertiu e fraturou crianças – Notícias

0
8

Fantasias é na Cacau Center!

.





Existiu uma era em que as regras de segurança para praticamente tudo eram um tanto frouxas. Brinquedos para bebê tinham tinta com chumbo, existiam resíduos de amianto em enfeites de Natal e atrações de parques infantis poderiam ser fatais.


O Giant Stride — grande passo, em inglês — era descrito como uma atração “selvagem, emocioante e divertida”, nas lembranças das crianças da época. Mas também deixou algumas delas com ferimentos graves, como rachaduras no crânio, membros esmigalhados, mutilações e até mortes.


Olhando as imagens do brinquedo, é possível ver que o funcionamento dele é bem simples: um poste de metal, uma roda que dava sustentação a cordas que terminavam em alguma estrutura para as crianças segurarem.


Algum impulso e a força centrífuga faria o resto. No auge da brincadeira, as crianças eram capazes de dar grandes saltos no ar, o que inspirou o nome do brinquedo.









Segundo Tristin Hopper, que fez uma análise histórica do brinquedo no site National Post, existia uma versão ainda mais assustadora: ao invés de cordas, ela tinha correntes “com pesadas alças de metal nas bordas”, que poderia acertar uma criança que há segundo estava se divertindo.


Perigo demais


Com a diversão vinha o perigo. Em segundos, as crianças conseguiam atingir velocidades insanas e, se não segurassem com força o bastante, eram lançadas sem direção. Em circunstâncias normais, voar velozmente deveria ser divertido para algumas crianças, mas o risco de acidentes graves era bastante alto.


Outro fator é que o poste de metal deveria estar firme no chão, o que significava que o brinquedo não deveria estar em solo maleável, ou um buraco logo se formaria. Voar de um brinquedo desse geralmente significava dar de cara no concreto ou asfalto.


Hopper não diz ao certo quando o brinquedo foi de fato criado, mas menções a ele surgiram em guias de playgounds nos primeiros anos do século 20.









Em 1921, as primeiras campanhas contra ele começaram e comissões de segurança recomendaram que eles fossem retirados dos parques públicos. Três anos depois, uma criança morreu após usar o brinquedo, na Pensilvânia.


No início da 2º Guerra Mundial vários dos giant striders começaram a ser desmontados e a criação de novos foi proibida. Por volta da década de 70, o brinquedo estava praticamente extinto, deixando para trás relatos de emoção absoluta e ossos quebrados.


VEJA ABAIXO: Furby: o brinquedo que vendeu milhões e depois se tornou ‘maldito’








agenciadepropagandasantos.com.br  • agenciaemsantos.com.bragencialimaesantana.com.bragentedecargainternacional.com.bragenteinternacional.com.brcacaucenter.com.brcirurgiasplasticasemsantos.com.brcriacaodesitesantos.com.brempresadepropaganda.com.brlimaesantana.com.brlimaesantanapropaganda.com.brmarketingemsantos.com.broperadorlogisticobrasil.com.brpostoarrastao.com.brpropagandaemsantos.com.brprotesedesiliconeemsantos.com.brredearrastao.com.brsiteemsantos.com.brtransportecargaaerea.com.branelaria.com.brlojadacacaucenter.com.brpedroalcantara.com.brprimeautopaint.com.brpublicidadeemsantos.com.brsiteemsantos.com.brtopbrlog.com.brtopfreight.com.brxiaomiemsantos.com.brdentistaemsaovicente.comdentistasemsantos.com 



Fonte


Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda